quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

NUCLEAR WARFARE - Empowered by Hate


Tipo: Full Length
Ano: 2017
Importado


Tracklist:

1. After the Battle
2. Let the Hate Reign
3. Hata Com Faca
4. Fear
5. Warlust
6. Bite of the Viper
7. Half Truths
8. A Nice Day
9. Nuclear Warfare
10. Thrash to the Bone


Banda:


Fritz - Vocais, baixo
Listl - Guitarras
Xandão - Bateria


Ficha Técnica:

Caio Monfort - Produção, mixagem, masterização
Nuclear Warfare - Produção
Alfi Andy - Capa
Sebastian Listl - Artwork


Contatos:

Youtube:
Instagram:
Bandcamp:
Assessoria: http://www.metalmedia.com.br (Metal Media)

E-mail:

Texto: Marcos “Big Daddy” Garcia

Nos dias de hoje, é comum ver muitas bandas tentando emular o que foi feito nos anos 60, 70 e 80. Nada contra, cada um faz o que bem entende, mas existem propostas sonoras que parecem ser mesmo de uma época ou um país. Um dos exemplos mais evidentes está no Thrash Metal alemão. Aquela tradição é tão imitada por aí, mas sinceramente: 80% não funciona e soa artificial, forçado. Parece ter algo no sangue dos alemães que é deles, e de mais ninguém. Emular o jeito que KREATOR, SODOM, TANKARD ou DESTRUCTION têm não é simples. O Thrash Metal germânico é algo deles, por isso, ao ouvir “Empowered By Hate”, disco novo do trio NUCLEAR WARFARE, fica claro porque é assim.

Aqui, se sente o DNA do Thrash Metal da Alemanha em cada momento. Mas ao mesmo tempo, no meio dessa agressividade toda, se percebem boas melodias guiando o trio, além de uma personalidade bem forte. Como este é o quinto disco do grupo em seus 17 anos de vida, fica claro que a experiência faz a diferença, que eles não estão copiando ninguém. Isso flui deles, é algo que vem do coração. É pancada em cima de pancada, uma insanidade de riffs de primeira (e solos muito legais), vocais urrados, baixo e bateria pulsando em uma base rítmica bem feita e sólida. E o melhor de tudo: não soa datado em momento algum.

Tanta energia ser capturada em estúdio não deve ter sido um trabalho muito simples, mas a sonoridade do grupo ficou muito boa, seca e pesada, mas clara de uma forma que compreendamos o que eles estão fazendo. Tudo está em seu devido lugar, sem tirar ou pôr seja lá o que for. A timbragem dos instrumentos poderia ser melhor, mas se mexessem demais, descaracterizaria o trabalho do trio.

A arte, por sua vez, complementa o trabalho do grupo, com uma capa muito boa (embora usando expedientes simples dos anos 80) e uma diagramação muito boa.

Se preparem, pois eles parecem ter sede de Thrash Metal, pois o NUCLEAR WARFARE mostra uma agressividade enorme em suas canções, mas sem que se perca qualidade técnica em momento algum. Tudo flui com energia o tempo todo, arranjos Thrashers de fácil assimilação. Ô banda boa!

Eles vieram trazendo 10 canções muito boas, onde se destacam a veloz e cheia de energia “After the Battle” (com um trabalho de bateria de primeira, com muito peso e boa técnica), o ataque de riffs velozes e certeiros exibido em “Let the Hate Reign”, o Crossover “motorheadiano” que se ouve em “Hata Com Faca” (belo trabalho de guitarras e vocais), o peso azedo e cadenciado de “Fear”, a igualmente cadenciada (apenas mais trabalhada) “Bite of the Viper”, a ganchuda e bem arranjada “A Nice Day” e seu jeito mezzo Thrash e mezzo crossover, a sinuosa e cheia de mudanças de ritmos “Nuclear Warfare” (onde baixo e bateria dão um show à parte, fora as ótimas linhas melódicas), e a veloz e ogra “Thrash to the Bone” (os vocais estão ótimos).

Eis uma banda que merece ser mais bem conhecida pelos fãs de Thrash Metal do Brasil. E que na próxima turnê deles por aqui, que tenham um público digno.

“Empowered by Hate” é um soco nos cornos, daqueles que fazem imitadores arrancarem os cabelos do traseiro com os dentes!

Nota: 93%